9 curiosidades que você não sabia sobre a pizza- Pontocom Pizza

Que a maioria das pessoas amam pizza, não é nenhuma novidade. No Brasil, este é o segundo alimento mais consumido, o que nos coloca atrás somente dos Estados Unidos e na frente da Itália, país que foi responsável pela invenção da deliciosa receita. Um fato interessante é que por aqui, o sabor mais pedido nas pizzarias é calabresa. Quer saber mais? Confira outras 9 curiosidades que você não sabia sobre a pizza!

A facilidade da receita é o segredo do sucesso

Dezenas de países do mundo consomem pizza, mas você já parou para pensar como a receita saiu da Itália e fez tanto sucesso em outras nações? A resposta mais aceita é a facilidade de encontrar os ingredientes e as várias opções de cobertura que podem ser colocadas. Para ter uma noção, a massa da pizza é feita de trigo, água, azeite, sal, fermento e açúcar, itens presentes em praticamente todos os lugares.

Quanto à cobertura da pizza, ela varia bastante de lugar para lugar. Enquanto no Brasil os clientes ficam em dúvida na hora de escolher um sabor, na Itália os sabores são mais restritos, uma vez que o país preza por manter a receita mais original possível.

A primeira pizzaria do mundo ainda está aberta

Para muitos estudiosos, a teoria de que a pizza foi inventada na Itália não é totalmente verdadeira, uma vez no século 6 a.C. os soldados já assavam um pão achatado em seus escudos, que pode ter sido uma espécie de precursora da pizza moderna que comemos hoje.

Se o local de nascimento do alimento pode ser discutido, não há dúvidas sobre a primeira pizzaria do mundo. Chama-se Antica Pizzeria Port’Alba, fundada em 1830, em Nápoles. Mais impressionante que sua data de inauguração é que o estabelecimento continua aberto e recebendo clientes até hoje.

A pizza Margherita foi criada para uma rainha

Criação da pizza margherita - Pontocom Pizza

Manjericão, queijo e molho de tomate: esses três ingredientes simples compõem um das coberturas mais famosas do mundo da pizza. Criada pelo pizzaiolo Raffaele Esposito, por muitos considerado um profissional chave no desenvolvimento da versão moderna do alimento, o sabor foi criado para a rainha Margherita de Sabóia.

A história conta que, no final do século XIX, Esposito ficou responsável por desenvolver três novas versões de pizza para a já citada rainha e para o rei Umberto I. Esposito resolveu fazer uma homenagem para a bandeira da Itália, escolhendo ingredientes com as cores do país. Mal sabia ele que estava criando um clássico!

Um prato para os plebeus

Falando de Raffaele Esposito, ele também foi o responsável por levar a pizza para a nobreza. Durante vários anos, na época de reis e rainhas, a pizza era um prato bastante consumido pelos pobres, por conta de seus ingredientes e facilidade de preparo. Por conta disso, os nobres não eram tão adeptos da pizza.

Para quebrar essa ideia, Esposito não só criou a Margherita como trabalhou para que o alimento ganhasse o reconhecimento que todos sabemos que merece. E não deve ter sido nada difícil para os nobres mudarem de ideia quando saborearam uma fatia deliciosa desse prato!

A expressão “acabar em pizza” é brasileira

A expressão “acabar em pizza” é brasileira- Pontocom Pizza

Sabe quando algo acontece e que resulta em nada? Nessas situações, uma frase muito utilizada é “acabar em pizza”, expressão criada no Brasil, especificamente no time de futebol paulista Palmeiras. Na década de 50, os diretores do Palmeiras acabaram se envolvendo em um discussão durante uma de suas reuniões. Para acalmar os ânimos, todos foram convidados a visitar uma pizzaria e acabaram por deixar a confusão para trás. Tudo acabou em pizza.

A pizza mais cara do mundo e seu sabor peculiar

Como a principal característica da pizza é a possibilidade de personalização, criar sabores peculiares – e caros – não é difícil. A pizza mais cara do mundo foi criada por Renato Viola e chama-se pizza Luigi XII. O preço? “Somente” 8 mil Euros.

Essa pizza é bastante exclusiva e serve apenas duas pessoas. Além de contar com uma farinha de trigo diferenciada e outros ingredientes específicos, a cobertura apresenta um mix de frutos do mar, incluindo o camarão vermelho, a lagosta e o caviar. Por mais luxuosa que seja essa pizza, nem todo mundo tem vontade de experimentar.

Dia da Pizza no Brasil

Em 1985, o então secretário de turismo Caio Luís de Carvalho estava à frente de um concurso estadual para eleger as 10 melhores receitas de pizza de mussarela e margherita de São Paulo. A data para o encerramento do evento foi dia 10 de julho, que acabou sendo instituído como o Dia da Pizza justamente pelo sucesso da competição.

Para a felicidade dos consumidores, o Dia da Pizza se tornou popular em vários estados e acabou por transformar 10 de julho em um dia repleto de promoções nas pizzarias. Se você fizer um pedido neste dia, pode ter vantagens no pagamento em alguns restaurantes.

O PAC-MAN é uma pizza

Quem é do tempo dos videogames Atari deve se lembrar do PAC-MAN, um jogo em que o personagem principal lembrava um rosto de perfil e tinha como objetivo fugir dos fantasmas e comer as bolinhas do caminho. É justamente o protagonista que foi inspirado pela pizza.

Quando criou o jogo, Tohru Iwatami, designer da empresa Namco em 1980, observou o formato de uma pizza, já sem algumas fatias e teve a ideia de utilizar o formato em um dos lançamentos da empresa. E como tudo que tem pizza, foi um sucesso!

A pizza é patrimônio cultural imaterial da humanidade

Com tanta história e adaptações ao redor do mundo, já estava na hora deste alimento ser reconhecido como patrimônio. A “vera pizza napoletana”, ou a pizza napolitana em português, foi declarada pela Unesco como patrimônio cultural imaterial da humanidade em 2017. Foram oito anos de negociações internacionais para que a Itália conquistasse esse título.

A verdade é que sendo ou não um patrimônio, para a maioria dos brasileiros a pizza sempre teve um lugar especial no coração. E já que falamos tanto nela, que tal fazer o seu pedido para celebrar essa delícia?